ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA

Série Turmalina Pianistas – CONCERTO V
Dia 3 às 16h
Um dos mais bonitos prédios do Rio de Janeiro, localizado na Praça Floriano, conhecida como Cinelândia, no centro da cidade, o Theatro Municipal é a principal casa de espetáculos do Brasil e uma das mais importantes da América do Sul. Desde a sua inauguração, em 14 de julho de 1909, o Theatro tem recebido os maiores artistas internacionais, assim como os principais nomes brasileiros, da dança, música e da ópera…

Inicialmente, o Theatro foi apenas uma casa de espetáculos, que recebia principalmente companhias estrangeiras, na maioria trazidas da Itália e da França. A partir da década de 30, o Municipal passou a ter seus próprios corpos artísticos: orquestra, coro e ballet (para a história de cada um deles veja Diretoria Artística). Os três continuam em plena atividade e realizam várias produções próprias a cada ano. Hoje, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro é a única instituição cultural brasileira a manter simultaneamente um coro, uma orquestra sinfônica e uma companhia de ballet.
Prefeito do Distrito Federal, entre os anos de 1902 e 1906, o engenheiro Pereira Passos o planejou como o toque final da reforma que realizou na cidade do Rio de Janeiro, sendo o Theatro construído com base na fusão do projeto arquitetônico de Francisco de Oliveira Passos, com o de Albert Guilbert, que haviam empatado no concurso organizado para o projeto do novo teatro. O desenho do prédio foi inspirado no da Ópera de Paris, construída por Charles Garnier.
Friedrich Gulda
WOLFGANG AMADEUS MOZART
Concerto para piano nº 19 em Fá maior, K 459
Rubens Ricciardi
Viva Gramsci
Sergei Rachmaninov
Rapsódia sobre um tema de Paganini, Op. 43
Piano: Sasha Grynyuk
Regência: Alessandro Sangiorgi
Preços:
Plateia e Balcão Nobre – R$130,00
Balcão Superior – R$60,00
Galeria – R$18,00
Telefones para informações e reservas de visitas:
21- 2332-9220 / 2332-9005

You may also like...